5 dicas para se mudar durante o COVID-19

Ao tomar precauções extras de segurança e minimizar o contato social, você ainda pode se mudar com segurança.

Jovem sorridente segurando caixas de papelão Foto gratuita

Em meio a proibições de viagens, pedidos generalizados de ficar em casa e mandatos de distanciamento social, milhares estão se adaptaram às mudanças provocadas pelo COVID-19.

Inúmeros eventos foram remarcados ou cancelados, mas para algumas pessoas – incluindo aquelas que já fizeram planos de se mudar – ficar parado simplesmente não é uma opção.

Se você estiver prestes a se mudar, ainda poderá realizá-lo com um pouco de planejamento extra e algumas etapas de precaução.

Aqui estão algumas dicas para tornar sua mudança o mais segura, perfeita e sem estresse possível.

Se possível, faça você mesmo


Embora a maioria dos estados tenha designado serviços de mudança como “essenciais” e, portanto, ainda capazes de operar, muitas empresas menores reduziram o horário ou interromperam os negócios.

Se puder, tente gerenciar a mudança por conta própria.

Se precisar de ajuda, faça sua lição de casa nas empresas que operam em sua área. Ligue para perguntar sobre os procedimentos de limpeza, se os transportadores têm suprimentos necessários (como máscaras, luvas e botas) e confirme se existe uma política de cancelamento razoável no caso de você precisar alterar seus planos.

Minimize contato


Se você irá solicitar uma empresa de mudanças, peça uma cotação virtual e veja se a empresa oferece serviço totalmente sem contato.

Abandone os apertos de mão, por razões óbvias. Um sorriso e uma gorgeta (enviados através do PicPay, PayPal ou outra plataforma digital sem contato) são um substituto bem-vindo.

Tome precauções sanitárias extras


Use máscaras, luvas e botas. Se você estiver contratando uma empresa de mudanças, ela provavelmente trará suprimentos semelhantes para seus funcionários, mas considere a possibilidade de ter produtos de higiene adicionais disponíveis.

Desinfecte objetos e superfícies tocados com frequência, prestando atenção especial às maçanetas e maçanetas das portas.

Mulher asiática usando álcool gel desinfetante para as mãos lavar a mão antes de abrir o laptop para proteger o coronavírus. mulheres pressionam o álcool para limpar a higiene quando o distanciamento social fica em casa e o tempo de quarentena Foto gratuita

Coloque sabão e toalhas de papel ao lado de pias e desinfetante perto das portas.

Compre novas caixas: descobriu-se que o coronavírus vive em papelão por até 24 horas; portanto, talvez não seja o momento de comprar suprimentos móveis usados nas lojas que os estão reciclando. Você também pode usar caixas que você já possui em sua casa.

Seja transparente e flexível


Antes da sua mudança, entre em contato com seus vizinhos – especialmente se você mora em um prédio de apartamentos – e compartilhe a data e a hora em que planeja se mudar. Isso oferece a todos em sua vizinhança direta a oportunidade de evitar contatos desnecessários e informar se o seu tempo é um problema.

Se você ou algum membro da família tiver sintomas de coronavírus, adie seus planos de mudança. Embora reagendar seja uma dor, a saúde e a segurança da sua comunidade vêm em primeiro lugar.

Ajude os necessitados e alivie sua carga


Mesmo nas melhores circunstâncias, milhões de brasileiros são incapazes de comprar mantimentos.

Como o COVID-19 força o fechamento de escolas, o fechamento de cozinhas de sopas e o aumento de demissões, a necessidade de provisões contra a fome é maior do que nunca.

Doe seus itens não perecíveis a um banco de alimentos local ou uma organização nacional que trabalha com empresas de mudanças profissionais e seus clientes para alimentar os necessitados.

Mudar-se é um trabalho árduo e especialmente desafiador no momento. Mas tomando precauções extras, você pode – e vai – superar esse obstáculo.


Fale conosco ☎: (51) 3022.4848